A NephroCare utiliza cookies no site para melhorar a experiência do utilizador e fornecer o melhor serviço possível. Ao continuar a navegar no site, irá concordar com a sua utilização. Para mais detalhes, consulte a nossa política de privacidade.

Notícias

FME discute diálise peritoneal em tempos de covid-19 no seu perfil do Instagram

Embora a diálise peritoneal (DP) ofereça maior conforto e liberdade ao paciente com insuficiência renal crônica, a terapia ainda é pouco difundida no Brasil. De acordo com a Sociedade Brasileira de Nefrologia (SBN), cerca de 3 mil pessoas realizam essa modalidade. O número representa menos de 6% do total de brasileiros em tratamento dialítico no país. Nos Estados Unidos, são quase 10% do total de pacientes renais, já na Europa, o número chega a 12%.

“Flexibilidade, autonomia e dieta mais liberal englobam as vantagens da diálise peritoneal. A DP utiliza como filtro uma membrana que reveste internamente a cavidade abdominal, denominada peritônio. Assim, um líquido, chamado banho de diálise, é infundido dentro desta região através de um cateter de silicone e deixado por um tempo definido. Após, é drenado, eliminando as toxinas retiradas do organismo. Através destas trocas, conseguimos manter o equilíbrio metabólico necessário ao bem-estar do paciente”, esclarece a médica Cácia Matos.

Sobre a live

Para abordar a opção de tratamento em tempos de coronavírus, hoje, às 18h, a Fresenius Medical Care (FME) realiza uma transmissão ao vivo no seu perfil oficial do Instagram (@freseniusmedicalcarebr). O papo reunirá a nefrologista Cácia Matos, responsável pela Coordenação de Diálise Peritoneal na companhia; a enfermeira Fatima Medeiros, Coordenadora Nacional de Enfermagem para DP; e a paciente Aryanne dos Santos, que é acompanhada pela CDR Niterói. Não perca. O conteúdo ficará salvo no perfil.