A NephroCare utiliza cookies no site para melhorar a experiência do utilizador e fornecer o melhor serviço possível. Ao continuar a navegar no site, irá concordar com a sua utilização. Para mais detalhes, consulte a nossa política de privacidade.

Nutrição para pacientes em diálise peritoneal

Uma vez que os rins perderam a capacidade de equilibrar os eletrólitos e remover os resíduos e excesso de líquidos, é necessário um olhar mais atento aos tópicos seguintes.

Energia e proteínas

A energia é obtida principalmente a partir dos carboidratos e gorduras. Pessoas com insuficiência renal possuem risco maior de apresentarem aumento dos níveis de colesterol. É possível que você seja aconselhado a evitar alimentos ricos em gorduras saturadas ou colesterol, por isso leia os rótulos dos alimentos cuidadosamente. Escolha gorduras mono e poli-insaturadas, presentes no azeite de oliva e peixes. Se você sofre de diabetes, tenha muito cuidado com a ingestão de açúcares, doces e farinhas refinadas. A orientação de um nutricionista é importante, pois ele irá prescrever as quantidades e os tipos adequados de carboidratos e gorduras a serem ingeridos diariamente. Caso não haja o consumo adequado desses nutrientes, o organismo poderá utilizar as proteínas como fonte de energia, comprometendo assim o tecido muscular.

Não comer quantidade suficiente de proteínas pode causar desnutrição, perda de peso, fraqueza muscular e problemas de saúde. A desnutrição é um sério risco para pessoas em diálise. Antes do início da diálise, o nefrologista pode ter lhe avisado para seguir uma alimentação com baixo teor de proteínas para preservar a função renal. Mas agora você tem diferentes prioridades nutricionais. A maioria das pessoas em diálise é incentivada a comer o máximo possível de proteínas de "alta qualidade", como peixe e carne.

Líquidos e sódio

Os líquidos ajudam a manter a nossa estrutura corporal, a atividade das células e a temperatura corporal. Quando os rins falham, o excesso de líquidos não é removido do organismo e torna-se necessário restringir a quantidade diária de ingestão de líquidos.

O cloreto de sódio (sal) é essencial para a regulação da água, a transmissão nervosa e a função muscular. Quando você come alimentos salgados, acaba bebendo mais líquidos. O excesso de sódio pode causar retenção de líquidos, provocar edemas e aumento da pressão arterial e/ou falta de ar. O sódio está presente principalmente no sal de cozinha e nos alimentos processados (por exemplo, salsichas, enlatados, pizza congelada), mas também no pão, no queijo e no presunto. Com a ingestão limitada de sal, será mais fácil para você restringir as quantidades diárias de ingestão de líquidos.

Quanto mais água tiver de ser removida durante o tratamento com diálise peritoneal, mais desconfortável você poderá se sentir. Os líquidos estão presentes em todas as bebidas, mas também em caldos e sopas, molhos, legumes e frutas. O seu nutricionista vai orientar você sobre quanto poderá beber diariamente. A restrição de líquidos não é fácil, mas você vai perceber que não é assim tão difícil se seguir as nossas dicas.

Dicas para ajudar você a limitar a ingestão de líquidos:

- Manter-se refrescado vai ajudar você a reduzir sua sede, sobretudo durante períodos em que o tempo estiver mais quente; então, beba líquidos frios em vez de bebidas quentes;

- Comer frutas e legumes frios como lanche se tiver sede entre as refeições;

- Manter os níveis adequados de glicose no sangue, caso seja diabético, já que níveis altos aumentarão a sede;

- Use xícaras e copos menores e beba em pequenos goles;

- Evite ficar com a boca seca, chupando cubos de gelo (feitos com água ou suco de limão), com a quantidade de água que lhe é permitida, ou balas e chicletes sem açúcar;

-Use enxaguante bucal e escove regularmente os dentes;

- Não adicione sal aos alimentos;

- Evite alimentos ricos em sódio (alimentos pré-produzidos, salsichas, queijo, salame);

- Cozinhe com ervas e especiarias em vez de sal;

- Não use substitutos do sal, porque eles podem conter potássio; e

- Evite alimentos com sódio indicado no rótulo dos alimentos como um dos cinco primeiros ingredientes.

Potássio

O potássio é um mineral importante para a ação neuromuscular e para o metabolismo das proteínas. Os rins saudáveis removem o excesso de potássio do organismo. Níveis altos podem causar fraqueza muscular e batimento cardíaco irregular, o que pode ser perigoso.

O potássio está principalmente presente em frutas e legumes – como banana, damasco e tomate –, produtos lácteos e chocolate. Seu nefrologista pode receitar medicação quelante de potássio para evitar níveis elevados. Eis algumas dicas para reduzir o consumo de potássio:

Dica

- Para reduzir a quantidade de potássio das batatas e de outros legumes, descasque-os, corte-os e mergulhe-os num recipiente grande com água durante várias horas, substituindo a água antes de cozinhar;

- Consulte o rótulo de bebidas isotônicas antes de bebê-las porque elas são, normalmente, ricas em potássio.

Fósforo

O fósforo trabalha com o cálcio para manter a força de ossos e dentes. Os rins saudáveis removem o excesso de fósforo. Os procedimentos de diálise habituais não conseguem remover todo o excesso de fósforo (isto pode não se aplicar nas longas sessões de diálise: consulte o seu nefrologista). Uma concentração elevada de fósforo no sangue faz com que o cálcio seja removido dos ossos, tornando-os fracos e mais frágeis e causando doença óssea renal.

Para evitar que isso aconteça, o nefrologista pode receitar quelantes de fósforo, um medicamento que é tomado nas horas das refeições para “ligar-se” ao fósforo e eliminá-lo.

Limite a ingestão de alimentos ricos em fósforo – como produtos lácteos, frutos secos e feijão –, embora sejam ricos em proteínas. O nutricionista vai orientá-lo sobre como diminuir a ingestão enquanto mantém os níveis de proteínas na sua alimentação.

Suplementos alimentares

Estão disponíveis muitos suplementos alimentares diferentes, que são uma boa ajuda para prevenir a desnutrição. Se precisar de um suplemento alimentar, seu nutricionista vai ajudá-lo a encontrar um que seja adequado para você.