A NephroCare utiliza cookies no site para melhorar a experiência do utilizador e fornecer o melhor serviço possível. Ao continuar a navegar no site, irá concordar com a sua utilização. Para mais detalhes, consulte a nossa política de privacidade.

Notícias

Saiba quais são os cuidados essenciais que os pacientes renais devem ter com a pele no verão

O verão está prestes a chegar e, com a nova estação do ano vem também a necessidade redobrada de cuidar da pele. Assim como a população no geral, a exposição excessiva ao sol também é um sinal de atenção aos pacientes renais, pois o prurido (coceira) e a pele ressecada, muito comuns entre as pessoas em tratamento de diálise, podem se intensificar em dias de temperaturas mais elevadas.  

Prurido – O que é?

Tendo a disfunção renal como uma das causas, o prurido é uma sensação de formigamento ou irritação. Segundo especialistas, um dos motivos do aparecimento da complicação na pele do paciente renal é o nível elevado de fósforo no sangue.  Para não agravar a irritabilidade, portando, é preciso evitar banhos de sol prolongados.

Ressecamento

Pessoas com o diagnóstico de doença renal têm, naturalmente, peles mais secas e delicadas. No verão, essas características são agravadas por conta da transpiração mais recorrente e da exposição solar. Então, vale a dica: tome banho de sol diariamente por 10 minutos. Essa prática é saudável e faz o organismo produzir vitamina D2. Vale frisar que a Sociedade Brasileira de Dermatologia recomenda evitar o intervalo das 10h às 16h. Não esqueça de usar filtro solar com fator de proteção adequado ao seu tipo de pele, óculos escuros, chapéus e, ainda, roupas de algodão.

Cuidados com a fístula

A fístula é o ligamento entre a artéria e a veia. Por ser uma região sensível, o esforço para evitar lesões deve ser permanente. No período do verão, também é necessário ter um cuidado especial com o local. Assim, o uso de protetor solar deve ser constante e abundante também na área onde ela fica localizada.

Prevenção ao coronavírus

É sempre válido lembrar que as pessoas acometidas pela insuficiência renal estão no grupo de risco da COVID-19. Desse modo, é de suma importância prezar pela segurança atendendo às medidas de prevenção estabelecidas pelas autoridades de saúde.  Use máscara, mantenha o distanciamento social, higienize bem as mãos e as superfícies. Cuide-se.