A NephroCare utiliza cookies no site para melhorar a experiência do utilizador e fornecer o melhor serviço possível. Ao continuar a navegar no site, irá concordar com a sua utilização. Para mais detalhes, consulte a nossa política de privacidade.

Notícias

Dia Mundial do Rim: pequenos cuidados com os rins trazem grandes resultados para a saúde

Comemorado no dia 12 de março, o Dia Mundial do Rim tem o objetivo de reforçar orientações preventivas sobre a doença renal crônica.

Dia Mundial do Rim

Nas últimas duas décadas, o número de pacientes renais triplicou no Brasil. Hoje, mais de 133 mil pessoas fazem diálise no país e aproximadamente 25 mil pacientes morrem por ano em decorrência da doença.

Neste ano, a Fresenius Medical Care (FME) convoca toda a população para ser herói da prevenção com a finalidade de abordar a importância das medidas preventivas, em especial o exame de creatinina. O procedimento é uma simples avaliação que, muitas vezes, é deixada de lado em check-ups, sendo a principal ferramenta para a avaliação da saúde do rim.

 “A creatinina é um resíduo produzido pela quebra de uma proteína chamada creatina fosfato. Em níveis elevados, ela pode indicar comprometimento da função renal. Ou seja, os valores de referência podem indicar que os rins não estão fazendo o papel de filtros de forma eficaz por algum motivo, podendo ser um acometimento crônico, que vem comprometendo a função dos rins ao longo de anos, como um diabetes mal controlado, ou um acometimento agudo, quando por exemplo um paciente desidrata muito ou tem uma infecção grave, que chamamos de sepse”, comenta Ana Beatriz Barra, Diretora médica da FME.

Para a nefrologista, existe uma necessidade real de aumentar a conscientização geral sobre a importância de medidas preventivas serem adotadas pela população, profissionais e governantes. “O número de pacientes é cada vez maior em todo o mundo e isso poderia ser evitado com intervenções preventivas. Os médicos devem avaliar com regularidade os níveis de creatinina, principalmente, dos pacientes de maior risco, como os diabéticos, hipertensos, pacientes com cálculos renais ou infecção urinária de repetição, acometidos pelo lúpus ou artrite reumatoide e, também, aqueles com histórico de doença renal na família”.

O exame de creatinina é simples, pode prevenir e retardar as doenças renais crônicas. "Caso não esteja na lista de exames periódicos solicitados pelo seu médico, questione”, orienta a especialista.

 

Dia Mundial do Rim