A NephroCare utiliza cookies no site para melhorar a experiência do utilizador e fornecer o melhor serviço possível. Ao continuar a navegar no site, irá concordar com a sua utilização. Para mais detalhes, consulte a nossa política de privacidade.

Diálise

Diálise faz o trabalho dos seus rins

A diálise é um procedimento artificial que remove os resíduos e a água em excesso no sangue. Os processos conhecidos por difusão e convecção, semelhantes aos que ocorrem nos rins saudáveis, são realizados através de uma membrana muito fina que atua como filtro. O fluido em excesso é expelido e os resíduos tóxicos filtrados para fora do organismo.

Outras funções dos rins, como o seu papel na formação dos glóbulos vermelhos ou na manutenção da integridade dos ossos, são asseguradas por meio de medicamentos.

Opções de diálise - hemodiálise e diálise peritoneal

As duas principais formas de diálise são a diálise peritoneal e a hemodiálise. A hemodiálise ocorre fora do organismo, enquanto a diálise peritoneal ocorre no seu interior.

Os dois tipos de diálise são eficazes no tratamento de doenças renais. A escolha entre esses tratamentos depende, principalmente, do estilo de vida e do estado clínico geral do paciente.

Se houver um problema de saúde que torne preferível um ou outro tipo de tratamento, o médico vai aconselhar a melhor opção.

A Diálise Peritoneal é realizada em casa. As trocas das soluções dialisantes na cavidade abdominal são realizadas pelo próprio paciente, por familiares ou cuidadores. Estas trocas podem ser manuais, cerca de quatro vezes ao dia, ou automatizadas através de uma máquina, durante as noites. Para tanto é instalado um cateter na cavidade abdominal e existe um tempo de treinamento que é dado pelas equipes de enfermagem das clínicas NephroCare, que dura de duas a três semanas. As bolsas com a solução dialisante são entregues nas casas dos pacientes mensalmente.

A hemodiálise é, na maioria das vezes, realizada em uma clínica.

A hemodiálise também está disponível como tratamento em domicílio. Quando é possível, normalmente é indicada para os pacientes restritos ao leito, impossibilitados de locomoção e com dificuldade de transporte até a clínica. Veja mais sobre esse assunto.